Alternador automotivo em uma turbina eólica

Local onde se pode colocar tópicos sobre experiências,
Também serve para fotos e vídeos sobre projectos.



Responder
Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Josenir » quinta set 04, 2008 5:26 pm

que tal usar um alternador de carro em uma turbina eólica ? se alguém se interessar posso dar as dicas de como fazer a adaptação, que já fiz e obtive rendimento excepcional. é claro que precisa-se de um pouco de conhecimento de eletronica para construir um regulador/excitador apropriado para esta finalidade.

até breve.



Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Njay » quinta set 04, 2008 6:43 pm

os alternadores de automóvel não são nada famosos pela sua eficiencia, que é tipicamente apontada como estando entre 60% e 70%. também não são famosos como geradores para utilizar em eólicas, uma vez que foram desenhados para gerar a altas rotações (bem mais altas que as típicas de eólica).
portanto... diga-nos lá o que é que fez para obter esse rendimento exceptional . alterou o alternador completamente, incluindo adição de imãs permanentes? qual foi o rendimento que obtiveste e como é que o mediste?
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

d_pintassilgo
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 46
Registado: sábado ago 09, 2008 6:02 pm
Localização: Entroncamento
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por d_pintassilgo » quinta set 04, 2008 9:03 pm

também fico a aguardar mais informação, estou a desenvolver algo semelhante com um colega.

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Josenir » sexta set 05, 2008 1:49 am

vejo que aqui realmente tem gente que entende do assunto, parabéns, quase que antecipa todo o meu projeto, parece até que lê pensamento...

pois bem, desde o começo das minhas pesquisas com energia eólica sou totalmente contra estes projetos de geradores com ímãs permanentes ou aqueles que alteram totalmente um motor para usar como gerador em baixas rotações. sou adepto de idéias o mais simples possíveis que resultem em bom rendimento sem excesso de trabalho braçal.

sobre o alternandor de carro como gerador, gostaria de lembrar que trata-se de um gerador síncrono de 6 (seis) polos, logo pode gerar com 1200 rpm, que não é uma rotação tão alta assim, sendo facilmente atingida por uma turbina eólica com um ampliador de rotação. entretanto pode-se facilmente fazê-lo gerar um bom tanto de energia com 600 rpm, usando um circuito excitador que é muito simples de ser construído. este excitador usa a energia da bateria que será carregada para alimentar o bobinamento do induzido do mesmo, gerando campo para que ele comece a gerar, o que acontece com até 380rpm, chegando a um rendimento razoável a 600 rpm

mas o meu projeto vai um pouco mais além: usa-se um alternador de 24v para gerar 12v, logo de início, podemos observar que ele vai gerar apenas metade da potência para que foi feito, sugiro um alternador de 80 ampères x 24v. sendo assim você vai precisar de uma boa turbina para movimentá-lo, pois teremos pelo menos 40a x 12v = 480w.
o circuito excitador que montei tem uma grande vantagem sobre qualquer outro que você encontrar por aí, pois este não precisa de energia da bateria para fazer a excitação do alternador, e mais ainda, faz o alternador começar a gerar 14,5v regulados com apenas 300 rpm. e mais ainda, controla o peso do gerador no eixo da turbina para otimizar o rendimento mecânico, isto é, se o vento está fraco, envia para a bateria somente o suficiente de energia que não venha causar peso excessivo e reduzir a velocidade ou parar a turbina.

na prática, tendo em mãos o alternador de 24v, retira-se o seu regulador de tensão e no seu lugar instala-se o nosso circuito excitador/regulador, do qual saem apenas 5 (cinco) fios a serem ligados, e pronto, sem nenhuma adaptação exótica, já temos um gerador eólico de baixíssimo custo e com ótimo rendimento. para testar não precisa de bateria, apenas ligue uma lâmpada de 12v na sua saída e gire a pelo menos 300 rpm que a lâmpada acende, como se fosse um gerador de magnetos permanentes.

até breve.

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Sun_rise_pt » sexta set 05, 2008 10:17 am

o alternador de carro será uma opção a considerar...
aguenta todo o tipo de "maus tratos", como os banhos de água, óleo, combustível, lixo, pó, calor, vibrações...
e sempre as pessoas se "espantam" ao ler as placas de características: como pode uma coisinha tão compacta ter a capacidade indicada??? mas tem!
e, infelizmente também possuem as desvantagens das muitas rpm necessárias à utilização em eólica (ou outras), além de precisarem de energia para magnetizarem o rotor.
não é fácil aplicar um mutiplicador de rpm num aerogerador.
na produção de energia fora do carro, pelo menos, o regulador de tensão e o rotor tradicional são para esquecer! os rectificadores são ótimos!
a conversão é possível. e acredito ser melhor que alguns alternadores de aerogerador que por aí se publicitam.
já há várias modificações para adequarem os alternadores automotivos...
procurando na net, encontram-se empresas que procederam à troca do comum rotor, por outro com ímanes de neodímio, e alteraram os enrolamentos, vendendo os alternadores a preços aceitáveis.
e, claro... ...há os "amadores" (no sentido prestigiante e muito louvável da palavra!!!) que também o fazem de forma semelhante. por ex.: trocar o enrolamento do rotor por ímanes de magnetrons avariados de micro-ondas, como na figura que se segue:

Imagem

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Esquema elétrico do regulador/excitador para uso com alterna

Mensagem por Josenir » domingo set 07, 2008 6:53 pm

me desculpem pela demora, mas enfim segue abaixo o esquema elétrico do regulador/excitador para uso com alternador automotivo em energia eólica. não esqueçam que é necessário um alternador de 24v, mas é claro que pode-se bobinar um de 12v para 24v.
a vantagem de se usar um alternador de 24v é que não será necessária nenhuma modificação nele, apenas retirar o regulador de tensão original e instalar o nosso.

alguém se habilitaria a tentar explicar como o circuito funciona ?
Reg_alt.JPG
Reg_alt.JPG (75.09 KiB) Visto 59526 vezes

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Sun_rise_pt » domingo set 07, 2008 7:03 pm

josenir,
imagino que está no brasil.
por quê gastar energia apenas para produzir magnetização se você pode fazer isto simplesmente com ímanesr é um desperdício.
há uma forma de apenas ligar a excitação quando houver vento suficiente, mas ainda assim continua a jogar fora alguma
peça aí numa reparadora de micro-ondas uns magnetrons avariados e substitua a bobina de excitação do alternador por estes e não precisa de mais para a produção.


jprr
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 43
Registado: sábado jul 12, 2008 10:45 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por jprr » domingo set 07, 2008 11:57 pm

sun_rise_pt Escreveu:
Imagem


boa noite a todos

já algum tempo atrás eu tentei abrir um rotor de um alternador para retirar o enrolamento e inserir imans de noedimium, mas não consegui. alguem sabe como abri-lo? é preciso alguma ferramenta especial?

é que usando a propria bobina exitadora do rotor tem a desvantagem (em minha opinião) de ao fim de alguns meses de trocar de escovas e colectores (pois é que não duram para sempre), depois, parte da energia produzida é desperdiçada na bobina excitadora, depois seria necessario construir um dispositivo para ligar a bobina excitadora apenas quando houvesse vento suficiente para carregar a bateria é que caso contrario quando não houvesse vento estaria a descarregar a bateria ( como referi atrás, esta é apenas uma ideia minha, não quero contrariar ninguém)


obrigado

Avatar do Utilizador

jmal
Membro Platinium
Membro Platinium
Mensagens: 8390
Registado: segunda nov 12, 2007 4:09 pm
Localização: Caldas da Rainha
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por jmal » segunda set 08, 2008 12:22 am

jprr Escreveu:
sun_rise_pt Escreveu:
Imagem


boa noite a todos

já algum tempo atrás eu tentei abrir um rotor de um alternador para retirar o enrolamento e inserir imans de noedimium, mas não consegui. alguem sabe como abri-lo? é preciso alguma ferramenta especial?

é que usando a propria bobina exitadora do rotor tem a desvantagem (em minha opinião) de ao fim de alguns meses de trocar de escovas e colectores (pois é que não duram para sempre), depois, parte da energia produzida é desperdiçada na bobina excitadora, depois seria necessario construir um dispositivo para ligar a bobina excitadora apenas quando houvesse vento suficiente para carregar a bateria é que caso contrario quando não houvesse vento estaria a descarregar a bateria ( como referi atrás, esta é apenas uma ideia minha, não quero contrariar ninguém)


obrigado
o circuito atrás não faz isso serve apenas de regulador, ou seja ele excita o rotor continuamente, e deixa de o excitar quando a bateria está carregada, ou seja faz de regulador de tensão, mas realmente não tem essa parte de começar a excitar quando realmente existe vento, uma das vantagens em utilizar o rotor excitado é essa, é que com rotor excitante e este estando desligado o gerador eólico arranca sem prisão, depois quando em movimento era excitado consoante a força do vento, essa é uma ideia que tenho para desenvolver um.
Cumps Inovadores
Vectrix VX1 Limited - 8 kwh - 20000 kms

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Parece que não entenderam o circuito

Mensagem por Josenir » segunda set 08, 2008 12:58 am

parece que não entenderam o circuito do meu regulador/excitador. vou dar uma ajudinha:

1) o circuito não usa energia da bateria para alimentar a excitação. o que se faz é, através do contato nf (normalmente fechado) do relé, ligar a saída dos retificadores do alternador ao induzido, logo ele se auto-excita. observe que tão logo tenha uma minima rotação para isso acontecer, em mais ou menos 280 rpm, já têm uma tensão de +- 9 volts na saída retificada do alternador, o que faz ligar a bobina do relé e retirar a excitação, aí entra em ação o circuito regulador, que agora assume a excitação do induzido, regulado assim a tensão de saída do gerador.

2) porque não usar ímãs de neodímio ?
a) pelo custo deste material
b) pelo custo da alteração do alternador
c) um ímã comum não daria potência nenhuma
e) o neodímio é um material poduzido com terras raras, imagine como pode ficar cada vez mais raro no futuro, e com certeza com preço proibitivo
f) o neodímio é altamente corrosivo, logo só poderia ter durabilidade se estivese instalado em um gerador hermeticamente fechado, o que não é o caso do alternador automotivo
g) a potência máxima do gerador estará limitada à potência dos ímãs.
h) como os ímãs estão permanentemente magnetizados e muito próximos ao entreferro do gerador, haverá sempre um peso no eixo da turbina, resultante da atração entre as duas partes, o que a impede de ganhar velocidade em ventos fracos. como o induzido bobinado com cobre só irá magnetizar após 280 rpm, a turbina estará livre de peso antes disso

se pensarem no problema inteiro, com certeza encontrarão muito mais desvantagens em usar ímãs em um gerador eólico. usa-se ímãs em geradores eólicos, a meu ver, apenas por uma questão de facilidade em projetar o controlador do gerador. mas mesmo neste ponto, se vocês pensarem um pouco, logo verão aí mais uma desvantagem do gerador com ímãs.
por exemplo: se temos um gerador de ímãs permanentes de 1kw, o seu regulador terá que ter capacidade de controlar pelo menos 2kw de potência, o que aumenta consideravelmente o custo final deste gerador. se for usado um gerador eólico da mesma potência, o seu regulador terá que ser capaz de controlar apenas a corrente de excitação do induzido, que estará abaixo de 20% da potência total. logo o custo deste controlador será muito mais baixo e a chance de sofrer uma sobrecarga é praticamente nula, mesmo em ventos excessivos.

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Sun_rise_pt » segunda set 08, 2008 9:52 am

1- como ele se auto excita estando sem possibilidade disso, pois un alaternador comum nem tem magnetização remanescente? tem de gastar permanentemente energia, senão o rotor é apenas uma coisa passiva...

2)imanes de neodímio saó realmente um pouco caros.

b)
c) não concordo que um ímã comum não gere "potência" nenhuma pois conheco casos em que com o somatório dos 3 discos de magnetrom a coisa é aceitável, e muito próxima da magnetização por bobina
f) o neodímio, se o quiser usar, pode vir com vários tipos de acabamentos anti-corrosão.
g) a potência máxima do gerador estará limitada à potência dos ímãs.
h) de facto, a falta de liberdade de rotação é um dos problemas no arranque dos aerogeradores comerciais. os dos amadores, bobinados sem núcleo até chegarem ao patamar onde começam a produzir não ficam "presos".
se pensarem no problema inteiro, com certeza encontrarão muito mais desvantagens em usar ímãs em um gerador eólico. usa-se ímãs em geradores eólicos, a meu ver, apenas por uma questão de facilidade em projetar o controlador do gerador. mas mesmo neste ponto, se vocês pensarem um pouco, logo verão aí mais uma desvantagem do gerador com ímãs.

sinceramente, acho que está enganado quanto à rentabilidade.
conhece algum gerador comercial que tenha exitação electro magética? certamente que não!
somente os velhinhos jacobs, wincharger, e mais uns poucos que usavam dínamos, possuiam essa excitação electromagnética, e ainda assim eram modificados com uns cataventos com interruptor para detectarem se havia vento suficiente para ligar o circuito de excitação.

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Josenir » segunda set 08, 2008 5:37 pm

caros amigos, embora eu não seja nenhum guru em energia eólica, sou apenas técnico em eletrônica e programo computadores e microcontroladores, já pesquiso energia eólica a sério, há pelo menos dez anos. portanto já passei desta fase de acender leds com motor de brinquedos. aliás já passei da fase de desenvolver geradores eólicos até 500w de potência com turbina de eixo horizontal, eixo vertical, com ímãs e sem ímãs. no momento estou trabalhando em uma turbina eólica de pelo menos 2kw, e nem perco mais tempo com coisas menor do que isso, a não ser que seja apenas por lazer.

logo não acredito ser útil ficarmos teimando sobre se tal coisa funciona ou não. então, para podermos avançar seria importante que vocês fizessem as duas experiências abaixo para se convencerem de que um alternador automotivo funciona como qualquer outro gerador síncrono, isto é, pode se auto-excitar sem a necessidade de alimentação externa, e mais ainda, com baixa rotação.

se vocês se convencerem disso, passarei a explicar nos mínimos detalhes como funciona o regulador/excitador e vocês entenderão e com certeza ganharão em pouco tempo um conhecimento que me custou muito tempo de estudo e muitas noites sem dormir. e eu o que ganho com isso ? a cara de bobo de vocês quando virem que realmente funciona !!!
Reg_alt_ex.JPG
Reg_alt_ex.JPG (31.88 KiB) Visto 59236 vezes


jprr
Membro Dedicado
Membro Dedicado
Mensagens: 43
Registado: sábado jul 12, 2008 10:45 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por jprr » segunda set 08, 2008 5:50 pm

boas!!

- josenir tu mesmo já testaste (na prática) esse exitador/regulador com um alternador de 24 volts?

se sim e se funcionou como dizes vejo-me na tentação de um dia pôr este esquema em prática

" um dia esperimentei a rodar um alternador de 12 v ( ainda inteiro sem nenhuma alteração e sem estar exitado) com um berbequim à rotação maxima e a verdade é que acendeu um lampada de 12v 55w. mas a lampada só acendia se fosse ligada depois de o berbequim estar a rodar o alternador a uma rotação elevada, e tambem fiz a experiencia ao contrario ligar a lampada e depois por o alternador a rodar mas já não funcionou. quando abri ao alternador verifiquei que as palhetas do rotor estavam ligeiramente magnetizada ( talvez devido ao seu muito uso, a bobina excitadora já tinha magnetizado um pouco o ferro do rotor). a explicação que eu tenho para isto é que como o rotor estava um pouco magnetizado era o suficiente para ele se autoalimentar antes de eu ligar a lampada."

pela experiencia que tive acredito que o teu esquema possa funcionar, mas só se o rotor já tiver um pouco magnetizado devido ao uso, ou então tambem se pode colar entre as palhetas do rotor uns pequenos imans alternadamente n-s-n-s-n-... ...

- josenir, tens o esquema já com as pistas para imprimir?

não tenho nenhum alternador de 24 v, mas vou tentar arranjar um numa sucata, isto é se não for muito caro.



obrigado


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Njay » segunda set 08, 2008 7:32 pm

parece-me que há alguma confusão. penso que ninguém colocou em causa se é ou não possível ter um gerador com estator bobinado a auto-excitar-se; também não é nada de novo, eu já vi isso algures por aí (incluindo estudos com 10 anos e que já mencionam ser um assunto sobejamente estudado anteriormente), é uma questão de usar o amigo google. o que foi mencionado foram algumas desvantagens/vantagens de ter os pólos magnéticos (é o "inductor", certo?) bobinado em vez de o ter com imãs permanentes. pelo menos foi o que eu entendi.
mas o meu projeto vai um pouco mais além: usa-se um alternador de 24v para gerar 12v, logo de início, podemos observar que ele vai gerar apenas metade da potência para que foi feito, sugiro um alternador de 80 ampères x 24v. sendo assim você vai precisar de uma boa turbina para movimentá-lo, pois teremos pelo menos 40a x 12v = 480w.
acho que querias dizer "1/4 da potência para que foi feito", uma vez que a potência inicial são 80x24=1.92kw e a 12v 40a são 12x40 = 480 = 1.92kw / 4.

o esquema de se utilizar uma parte da energia para se criar o campo magnético resulta obviamente num gerador que não é tão eficiente como um que tenha imãs permanentes. deduzo que a baixa eficiência do alternador, 60%-70% tipico se deva exactamente a isso, uma vez que motores/geradores com imãs permanentes têm eficiências a atirar para cima dos 90%. mas há outros aspectos a ter em conta num sistema acabado, como o preço e a facilidade de contrução, daí que não se pode classificar um sistema, como uma éolica, apenas com base no parâmetro eficiência do gerador.
portanto lanço-te um desafio na tua área, josenir. em que situações o teu gerador auto-excitado é vantajoso face a um alternador ao qual foram adicionados imãs permanentes?
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Sun_rise_pt » segunda set 08, 2008 8:22 pm

caro josenir,

estudei esse fenómeno nos meus tempos de escola. chama-se manetismo remanescente e existe quando se usa aço ao invés do recomendado ferro macio nos circuitos magnéticos fixos.

na experiência que tenho sobre os alternadores automotivos que já experimentei (desde o pequenino do citroen2cv até aos de omnibus) a maior parte não possuiam ou era tão fraquinho que não dava para a auto-excitação.

não conheço algum fabricante que use isso (o que faria com que o custo dos aerogeradors encurtasse...). você conhece?

bom... mas se está virado para fazer a coisa assim faça!!!

desculpe mas não entendo: refere ser técnico de electrónica... por quê então pedir ajuda para "dissecar" um circuito com dois conhecidíssimos 555?

veja bem!!! o circuito do esquema que apresenta não é passivo, pois mesmo quando o gerador estiver parado o circuito está alimentado permanentemente pela bateria!!!

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Segue a placa de circuito impresso do regulador/excitador

Mensagem por Josenir » terça set 09, 2008 2:18 am

jprr,

como disse, já testei este regulador com vários alternadores diferentes e uns funcionaram um pouco melhor que outros, entretanto, considerando os custos/beneficios, o de 24v se torna muito prático, pois não requer alterações. se você usar um alternador de 12v e apenas refazer o bobinamento do estator, dobrando o número de espiras, também funciona muito bem. e nem precisa se preocupar em alterar o bobinamento do induzido, pois a excitação não é feita diretamente com corrente contínua, mas com pulso modulado em largura pelo regulador/excitador, e me parece que funciona até um pouco melhor do que o alternador original de 24v, pois o induzido de 12v possui fio mais grosso, e logo menor impedância e maior capacidade de corrente.

segue abaixo o desenho da placa de circuito impresso. se você montar, observe que existem dois trimpots, um de 100k e outro de 2k2. o de 100k regula o peso do gerador no eixo da turbina, se a sua turbina tem torque de sobra para mover o alternador, gira ele até 3/4 de volta para a direita, caso a turbina seja mais fraca, gira totalmente para a esquerda e aos poucos ajusta para o ponto ideal. o trimpot de 2k2 regula a tensão de saída, que fica entre 12v e 18v, procure regular para 14,5v se vai carregar baterias de 12v.

se tiver alguma dúvida, não faça cerimônia...
Reg_alt_pci.JPG
Reg_alt_pci.JPG (102.19 KiB) Visto 59110 vezes

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Josenir » terça set 09, 2008 3:31 am

sun_rise_pt Escreveu:
1) não conheço algum fabricante que use isso (o que faria com que o custo dos aerogeradors encurtasse...). você conhece?

bom... mas se está virado para fazer a coisa assim faça!!!

2) desculpe mas não entendo: refere ser técnico de electrónica... por quê então pedir ajuda para "dissecar" um circuito com dois conhecidíssimos 555?

3) veja bem!!! o circuito do esquema que apresenta não é passivo, pois mesmo quando o gerador estiver parado o circuito está alimentado permanentemente pela bateria!!!

r-1) realmente, o geradores eólicos comerciais de pequeno porte em geral são produzidos com ímãs, mas nem por isso este fato se torna uma verdade inquestionável, apenas torna a minha proposta ainda mais inovadora.
entretanto, se você fizer uma pesquisa sobre turbina eólicas de grande porte, acima de 1mw, vai ver que nenhuma usa ímãs permanentes, porque não, se são tão bons ?

r-2) eu disse que sou "apenas técnico em eletrônica e programador", não disse que sou técnico em eletrônica com altíssimas qualificações, etc, etc...
na verdade não estou pedindo ajuda, estou fazendo o contrário: estou expondo um circuito totalmente desenvolvido por mim, sem copiar nada de ninguém, que realmente funciona. se não fosse assim, não arriscaria me expor. você é que está perdendo tempo, e poderia muito bem estar analisando e procurando o que aproveitar dele para os seus projetos.

sobre o 555, me desculpe, mas é um fetish que tenho. na realidade poderia ter feito o circuito com dois ci´s uc3842, que seria mais profissional, mas aí é que está o desafio para mim. o uc3482 como outros controladores pwm (sg3525, tl494, ka7552, etc) são soluções prontas, o 555 não foi feito para esta finalidade, fazê-lo trabalhar numa aplicação séria é realmente um desafio, pois todo mundo conhece ele apenas para bricadeiras. além do mais, é o componente mais popular do mundo, sendo fácil adquirir, barato e todo iniciante conhece. nada mais oportuno para um circuito que pretendo dar como colaboração a meus amigos que estão iniciando neste ramo de estudo.

r-3) sem querer de forma alguma ofender, vejo que você, uma pessoa tão qualificada, que acha todo tipo de defeito nos projetos dos outros, se enganou neste ponto. o circuito só é alimentado pelo gerador. veja que o terminal positivo da bateria está ligado ao positivo do alternador e ao positivo da alimentação do circuito, mas o negativo da bateria não alimenta o circuito, apenas recebe carga através do dois mosfets.

conclusão: o circuito é baseado em dois bobos 555, mas não é qualquer bobo que vai entender como ele funciona.

Avatar do Utilizador

Sun_rise_pt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 311
Registado: sábado jul 14, 2007 6:51 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Sun_rise_pt » terça set 09, 2008 1:41 pm

josenir,
pedindo desculpa aos restantes utilizadores deste tópico por estar a fugir do âmbito
nos muitos anos de profissão que tenho, e por ter passado por muita coisa técnica e não só, o que caracteriza e faz a diferença no pessoal da electónica (para o bom sentido) como foram a maioria daqueles com quem aprendi e outros com quem hoje aprendo, é:


-ter a mente aberta a opiniões pois todos os projectos de electrónica podem ser criados de muitas formas.
sempre temos a aprender com o ponto de vista alheio (o aceitarmos ou não, é opçao de cada um...) quantas vezes um "bobo", como você diz, não tem uma ideia que falta ao génio, nem precisando ter conhecimentos profundos do assunto?
-procurar o final desejado com a máxima simplicidade sem degradar a qualidade de características. (não complicar desnecessáriamente).
-ser modesto e cortez.

voltando ao tema:
se procurar na net, encontrará meios electromecânicos de ligar a excitação de geradores alenas quando há vento com força suficiente para a geração de energia.
afinal esse altenadores que pretende usar, ou usou não são os de pequeno porte automotivos?
diga lá para nós todos quais os geradores eólicos (marca/modelo) que conhece onde se comece a usar excitação electromagnética...
pessoalmente, os de pequeno porte com máquinas síncronas que conheço (até 20kw) desprezam completamente isso.
mas será sempre bom mostrar-nos onde... ...conhecer é sempre óptimo!!!

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
Josenir
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 1473
Registado: quinta set 04, 2008 12:42 am
Localização: Boa Vista - Roraima - Brasil
Estado: Desligado

Sugiro um trégua

Mensagem por Josenir » terça set 09, 2008 4:41 pm

vejo que estamos de alguma forma fugindo aos propósitos a que se propõe este forum, e já estamos perdendo muito tempo com respostas direcionadas um ao outro. sugiro um trégua.

sei que vocês que postaram questionamentos ao meu projeto, realmente são qualificados e entendem do assunto proposto, não tenho a menor dúvida. não estou aqui para disputar espaço com ninguém, de forma alguma, pensei apenas em contribuir com algo que tenho. pode até parecer que sou presunçoso por demais, mas asseguro que é apenas a empolgação de alguém quando trata de uma assunto que lhe agrada, nada mais.

proponho que se abstenham de comentar aquilo que acham que não funciona ou que não esteja bem, pois existem muitas escolhas pessoais de cada projetista que não há como discutir. vocês, pelo jeito, são adeptos dos geradores com ímãs, e eu o contrário, já percebí que não há como conciliar estas idéia, pois são opostas, e cada um está muito seguro da sua posição.

aceitem minhas desculpas por algo que tenha dito que possa ter ofendido ou incomodado, acreditem que não tive intenção de magoar.

enfim, estou aqui neste tópico exclusivamente para discutir o tema que eu mesmo propus: um regulador/excitar para alternador automotivo desenvolvido por mim. quem se interessar pelo projeto, saiba que estou à disposição para exclarecer quaisquer dúvidas sobre seu funcionamento e nada mais que fuja a este tema.


Njay
Membro Gold
Membro Gold
Mensagens: 1981
Registado: sábado nov 17, 2007 9:46 pm
Estado: Desligado

Re: Alternador automotivo em uma turbina eólica

Mensagem por Njay » terça set 09, 2008 6:51 pm

o título do tópico apenas refere "alternador automotivo", não fazendo qualquer especificidade ao "método" ou tipo de alteração, se alguma, na utilização do alternador, pelo que eu não vejo a discussão com imãs/sem imãs como sendo off-topic, mas outros poderão ter outras interpretações. eu pessoalmente não estou com ideias muito fixas acerca de ter ou não imãs no gerador, mas referi que há uma diferença na eficiência de geradores com e sem imãs e referi também que existem outras características que devemos, na minha opinião de leigo (não entendo nada de eólicas, apenas um pouco de electricidade/electrónica), ter em conta para "classificar" uma eólica quanto ao seu ... chamemos-lhe "grau de qualidade", à falta de nome melhor. portanto, para mim a discussão está em aberto... já te perguntei quais são as vantagens de ter um gerador auto-excitado face a um com inductor com imãs, e gostava mesmo de saber a tua opinião!
Copyright (c) Njay 2012-2015
Um dia o dinheiro será substituído por Conhecimento.
Aprilia RS125e
Troniquices.wordpress.com

Responder

Voltar para “Experiências, Protocolos e Projectos”