O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Tudo que seja relacionado com Projectos



Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » terça out 14, 2008 10:55 pm

vou começar por tecer algumas considerações sobre o caminho até aqui.

porque me estou a meter nesta aventura?

1. porque tendo algum conhecimento do estado a que levámos o nosso planeta azul tenho a consciência do muito que tem de ser feito, embora passo a passo. um de cada vez mas fazendo caminho. depois de outros já dados, surgiu a altura em que vejo claramente a necessidade de dar mais este passo. produzir uma parte da energia que utilizo, a partir de energias renováveis.
os que melhor me conhecem sabem que há cerca de 2 anos já o tinha feito para produção de água quente por energia solar (4 m2 - 300 l) com resultados que considero muito bons.
2. porque julgo que no futuro, mais breve do que muitos imaginam, não vamos ter alternativa e que a consciência desse facto felizmente já atingiu a classe governante que por isso nos está a ajudar a obter a cana para pescarmos. para os que pudermos acho que o devemos fazer.
3. já implícito no ponto anterior o facto de estarmos em fase de incentivos do estado á aquisição dos campos solares fotovoltaicos com o pagamento durante mais de 5 anos da energia eléctrica a 650€ por mwh e o abate em sede de irs de 777€.

porque hesitei um pouco?

1. por ter uma tarifa especial.
2. por ter algum receio da nossa política muitas vezes errática. mudando o vento, ou o governo, não tenho a certeza do que acontecerá.
3. por ter um telhado (água virada a sul) relativamente pequeno onde o campo de microgeração vai caber á tangente.

balanceando estes elementos acabei por me decidir e avançar.

para isso, comecei pela inscrição no site da certiel "renovaveisnahora".
tentei o registo por 3 vezes e, como se costuma dizer, á terceira foi de vez. em 2 de outubro consegui, e hoje (14 de outubro) recebi o sms a confirmar o registo.
entretanto, nesse intervalo de tempo, contactei vários fornecedores de equipamento, recebi propostas e visitas, e, estudei a viabilidade e o prazo de retorno do capital investido e dos seus encargos no caso de recorrer ao crédito.
para além dos cálculos meramente matemáticos e nem sempre traduzindo rigorosamente a realidade em prazo tão longo, ajudaram-me na decisão, duas idéias:
a) a de que vindo a adiar a substituição do meu carro, se considerar o valor necessário a uma compra em novo, ele é semelhante ao investimento neste projecto podendo utilizar o retorno para a compra do carro. ou seja, com a mesma quantia compro um bem mais duradouro e um menos. espero que o menos duradouro já seja eléctrico. entretanto o actual a gpl aguentará e contribuirá também!
b) a segunda é a de que um investimento alternativo seguro, daría quando muito um juro médio de 3-4%. ora a taxa de rentabilidade deste projecto é bem maior, situando-se á volta dos 13-14%.

voltando ao que interessa o ponto de situação neste momento pode resumir-se assim:
- registo feito e confirmado;
- consultas feitas;
- algumas verificações no local, já efectuadas;
- selecção de fornecedor em curso com decisão para breve;
- contactos com a banca iniciados;

e por agora é tudo!
espero que este diário, salteado, tenha utilidade para quem quiser seguir o mesmo caminho fazendo votos de que sejam muitos!!!

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências



MariaP
Membro
Membro
Mensagens: 6
Registado: segunda out 13, 2008 2:24 pm
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por MariaP » quarta out 15, 2008 12:20 pm

olá ajosemor. estou ansiosa pelo progredir do diário. também sou microprodutora, registada na mesma fase, mas creio estar mais atrasada no processo, pois ainda não decidi quanto ao tipo de equipamento e instalador/fornecedor a utilizar .
as razões que em levaram a enveredar por este caminho foram também as mesmas que as suas, embora ainda não possua aquecimento solar (vou colocar 2m2, apesar de sermos 4, pois não gastamos muita água....).
que potência máxima vai poder injectar na rede?

até à próxima

maria

Avatar do Utilizador

Master
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 716
Registado: domingo fev 17, 2008 7:06 pm
Localização: Santa Iria de Azóia
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por Master » quarta out 15, 2008 4:15 pm

sim, é muito útil
não sou microprodutor, mas estou a pensar para o ano investir nessa area, e assim já sei o que me espera
obrigado pelas ajudas que nos deres...
Dos Fracos Não Reza a História...

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » quarta out 15, 2008 4:23 pm

olá maria. fico satisfeito por estar também neste barco.
se bem me parece não está acessível o seu local de residência pelo que não sei se se encontra em zona mais favorável para o aproveitamento solar do que eu (palmela). de qualquer maneira para o número de pessoas que indica, e que é idêntico ao meu (normalmente 3 pessoas) embora eventualmente sejam mais 3, aconselho-a a colocar um painel de 4 m2 - 300 litros. tem menos necessidade de apoio eléctrico (ou outro) e pode aproveitar, com grande poupança, para alimentar com água quente solar as máquinas de lavar roupa e loiça. não esquecer que as maquinas consomem muito mais energia no aquecimento da água do que na lavagem.

especificamente no que respeita ao fotovoltaico estou candidato e procuro um produto que atinja o máximo de 3,68 kw uma vez que a minha potência contratada é de 10,4 kw.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » domingo out 26, 2008 11:20 am

- no passado dia 24 procedi ao pagamento da taxa de 250+iva para inscrição definitiva na certiel como microprodutor.
- o processo de consultas continúa encontrando-se em fase de finalização. das oito empresas e 10 soluções propostas seleccionei agora 3 com base em cinco critérios fundamentais:
a) exclusão dos campos propostos com potências menos adequadas ao pretendido, por excesso ou por defeito. pretendendo a potência tão próxima quanto possível da que a lei me permite e que é de 3,68 kw, não adianta pagar por campos que vão produzir energia frequentemente em excesso ou que pelo contrário não estejam dimensionados para a atingir.
b) menor custo por w. - os melhores valores encontram-se á volta dos 6 €/w.
c) menor área ocupada pelo campo solar. - valores típicos entre os 130 e 140 w/m2.
d) melhor percepção de qualidade de serviço - é obviamente subjectivo! mas, nos contactos havidos houve quem indicasse questões de legalização, dimensionamento, localização, garantias pós venda, etc, que me convenceram mais do que outros, assim sendo os factores anteriores serão ponderados com este.
e) apresentação de soluções de financiamento e seguro. não haverá grandes diferenças entre soluções propostas, mas, há quem tenha protocolos com a banca e quem os não tenha. numa fase de queda das taxas de juro a cada dia que passa não é a melhor altura de avaliar a situação a não ser que o indexante seja variável, pelos meus cálculos os juros indicados á partida andarão na casa dos 7-8 % mas só na próxima semana contactarei os bancos e depois poderei falar melhor sobre isso. entretanto há uma realidade para estes casos, a banca ainda está muito agarrada a prazos até aos 65 anos o que no meu caso não me dá grande margem de manobra. talvez opte por prescindir de crédito.

e já me esquecia de referir que pretendo uma solução tipo chave na mão por causa dos contratempos...

até breve!

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

serges
Administrador
Administrador
Mensagens: 15068
Registado: quinta mar 09, 2006 7:15 pm
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por serges » domingo out 26, 2008 11:32 am

os meus parabéns, tardios, mas que espero que consigas seguir em frente com tal projecto que a escolha seja a mais de adequada e do pouco que falei contigo creio que tenho a certeza que vai ser!

força na produção de energia limpa pois eu e a minha mota agradecem e claro o pessoal cá de casa também pois baixa se assim as emissões de carbono!

boa sorte para o crédito já que o meu tio tinha o mesmo problema mas na compra de um carro ao que se passou e comprou a pronto e mandou os dar uma volta pois o banco precisava de alguém mais novo!!!!!
40595 a bordo de uma Vectrix.
Procuro pontos de carga para veículos eléctricos, contacte-me! 915001177
Mapa dos pontos de carga

Avatar do Utilizador

DJGH
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 356
Registado: sexta jun 01, 2007 2:08 pm
Localização: Cascais
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por DJGH » segunda out 27, 2008 10:26 am

ajosemor Escreveu: a) exclusão dos campos propostos com potências menos adequadas ao pretendido, por excesso ou por defeito. pretendendo a potência tão próxima quanto possível da que a lei me permite e que é de 3,68 kw, não adianta pagar por campos que vão produzir energia frequentemente em excesso ou que pelo contrário não estejam dimensionados para a atingir.
o seu interesse é vender (produzir) o máximo pelo menor custo. sendo assim deverá fazer para cada proposta seleccionada uma relação entre estes dois valores, produção/custo. nenhum sistema lhe vai produzir em excesso. nenhum lhe vai produzir mais que 2,4 mwh/ano por cada kw instalado, nem perto.
deverá pedir ás empresas consultadas uma estimativa da energia produzida, fundamentada num programa de cálculo. se estiverem por exemplo a fornecerem soluções com o inversor sb 3800v (que tem a potência nominal de 3,68 kw, a máxima permitida para a sua instalação), deverá pedir que lhe forneçam a estimativa calculada com o programa sunnydesign da sma (fabricante desse inversor) para assim poder comparar e avaliar cada projecto com a mesma ferramenta de comparação.
o que vai encontrar é diferentes combinações de módulos fotovoltaicos, de marcas e modelos, e cujo valor total do campo fotovoltaico deve ser superior à potência nominal do inversor, tendo cada campo fotovoltaico uma produção estimada de energia que será aproveitada pelo inversor com maior ou menor eficiência.

ajosemor Escreveu: b) menor custo por w. - os melhores valores encontram-se á volta dos 6 €/w.
correcto. andam nessa ordem de grandeza.
ajosemor Escreveu: c) menor área ocupada pelo campo solar. - valores típicos entre os 130 e 140 w/m2.
isso já tem a ver com a tecnologia de fabrico dos painéis fotovoltaicos, e normalmente, quanto mais pequenos mais caros. há que ver se a diferença de preço compensa a diminuição da área (é sempre uma diminuição muito pouco significativa) e principalmente se trás alguma maior produtividade. mais uma vez, deve fazer a relação produção/custo. a área não me parece importante, se estivermos a falar dos sistemas fixos.
ajosemor Escreveu: d) melhor percepção de qualidade de serviço - é obviamente subjectivo! mas, nos contactos havidos houve quem indicasse questões de legalização, dimensionamento, localização, garantias pós venda, etc, que me convenceram mais do que outros, assim sendo os factores anteriores serão ponderados com este.
é obviamente subjectivo, mas pergunte por eventuais instalações já efectuadas que possa visitar ou falar com os proprietários. defenda-se de eventuais más execuções, não se responsabilizando por eventuais reinspecções (se não passar na inspecção é responsabilidade do instalador a reinspecção) e deixe pelo menos 30 a 40% para pagar após a emissão do certificado de exploração.
ajosemor Escreveu: e) apresentação de soluções de financiamento e seguro. não haverá grandes diferenças entre soluções propostas, mas, há quem tenha protocolos com a banca e quem os não tenha. numa fase de queda das taxas de juro a cada dia que passa não é a melhor altura de avaliar a situação a não ser que o indexante seja variável, pelos meus cálculos os juros indicados á partida andarão na casa dos 7-8 % mas só na próxima semana contactarei os bancos e depois poderei falar melhor sobre isso. entretanto há uma realidade para estes casos, a banca ainda está muito agarrada a prazos até aos 65 anos o que no meu caso não me dá grande margem de manobra. talvez opte por prescindir de crédito.
boa opção prescindir do crédito. mais depressa amortiza porque não partilha os lucros com os agiotas, principalmente menor endividamento, o que realmente interessa nestes momentos de crise.
ajosemor Escreveu: e já me esquecia de referir que pretendo uma solução tipo chave na mão por causa dos contratempos...
claro que é sempre chave na mão, queria deixar algo para administração directa? quanto muito alguma construção civil, e muito bem avaliada na sua extenção e custos.
DJGH


Tiago20
Membro
Membro
Mensagens: 11
Registado: quarta out 15, 2008 12:27 pm
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por Tiago20 » quarta nov 05, 2008 12:31 pm

a energia que vai fabricar é utilizada directamente na sua casa? ou é logo vendida à rede? armazena de alguma forma a energia que produz?

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » quarta nov 05, 2008 1:02 pm

obrigado pelas mensagens de apoio e achegas sobre o assunto.
espero em breve comentar algumas das afirmações de djgh com as quais estou genericamente mas não totalmente de acordo. habituei-me a ler com muito interesse as tuas intervenções pois são normalmente muito objectivas e bem documentadas.
obrigado pelas achegas sempre bem vindas.

tiago 20 - toda a energia produzida é injectada e vendida á rede pública. noutro tópico deste fórum todos os elementos relacionados com este assunto estão amplamente debatidos e esclarecidos.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências


taasdg
Membro
Membro
Mensagens: 9
Registado: terça nov 04, 2008 2:22 pm
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por taasdg » quinta nov 06, 2008 4:12 pm

parabéns pelo passo dado.
também ando a pensar em fazer o mesmo investimento, e o seu diário e as opiniões que dele resultaram vêm ajudar quem está na mesma situação.

abraço


FranzLiszt
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 151
Registado: terça fev 26, 2008 2:04 am
Localização: Porto
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por FranzLiszt » domingo nov 09, 2008 1:03 pm

ajosemor Escreveu: a) exclusão dos campos propostos com potências menos adequadas ao pretendido, por excesso ou por defeito. pretendendo a potência tão próxima quanto possível da que a lei me permite e que é de 3,68 kw, não adianta pagar por campos que vão produzir energia frequentemente em excesso ou que pelo contrário não estejam dimensionados para a atingir.
wrong!

se o limite é 3,68 kw, o ideal anda pelos 4 kw

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » domingo nov 09, 2008 3:43 pm

com uma afirmação como essa, que nada fundamenta, posso estar de acordo, ou não. se quiseres fundamentar então justificarei (explicarei) porque disse o que disse. senão a tua afirmação carece de valor e não vou contestá-la por poder ser gratuita.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » sábado nov 15, 2008 10:18 pm

ao fim de mais uma semana passada, já no período de 120 dias decorrente entre o pagamento da taxa de registo e o pedido de certificado de exploração, continúo sem proceder á adjudicação por duas razões fundamentais:
- ainda não ter uma idéia completa sobre o que me espera a nível de ligação á resp (ponto de entrega) que me pode elevar os custos mais do que o esperado, por razões de particulares de localização daquela rede, o que me leva a aguardar uma posição mais definida por parte da edp, e,
- o facto de mais algumas instituições bancárias estarem a estudar a colocação no mercado, para breve, de apoios tipo leasing com taxas atractivas, segundo dizem! conjugado com esse aparecimento cuja taxa deverá rondar os 1-2 % de "spread" sobre a euribor a 3 meses. como esta taxa também tem vindo a cair diariamente há mais de 2 semanas não fará muito mal este compasso de espera.

aos restantes interessados aconselho vivamente que tenham em atenção a 1ª razão que refiro porque há situações em que nem os montadores do campo solar nem o produtor tratam de saber quais as suas condições especificas de ligação á resp (rede eléctrica de serviço público) o que, em alguns casos lhes pode custar mais uns bons euros. por dominar o assunto não me descuidei mas o meu é um dos casos a merecer atenção particular.
por isso vou aguardar mais uma ou duas semanas.

quero manifestar aqui o meu agradecimento ás boas achegas que djgh tem dado sobre este assunto. ainda ontem fiz o download do programa de cálculo que indicou em resposta á questão colocada por mariap (em viewtopic.php?f=77&t=8432) e que me deu uma outra sensibilidade sobre a produção dos vários sistemas que me foram propostos.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » segunda nov 24, 2008 11:15 pm

- o pedido de esclarecimento, e sugestão, posto à edp foi respondido rapidamente e no sentido pretendido, eu preparo a instalação para colocação do contador no limite da propriedade com o visor virado para a via pública e a necessária nova baixada é feita por aquela empresa.
neste momento tenho uma visão clara de toda a instalação e, foram contactadas todas as entidades técnicas intervenientes no processo pelo que, sob este ponto de vista, não há mais razões para esperar.
- em relação ás propostas existentes seleccionei três faltando-me o acerto final em relação a alguns pormenores. as potências de pico e as produções são idênticas e os orçamentos também diferem pouco.
- na frente bancária não há mais novidades, embora seja importante referir que há propostas com taxas fixas e outras com indexação à taxa euribor. neste momento a indexação á euribor é o mais favorável uma vez que a taxa está a cair e se prevê que assim continue. a taxa entre os produtos financeiros varia, neste momento, entre pouco menos de 6% (5,75) e os 7%. ainda não decidi se recorro ao crédito pois o dinheiro está caro, e a render, rende pouco.

espero ter mais novidades ainda esta semana.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

serges
Administrador
Administrador
Mensagens: 15068
Registado: quinta mar 09, 2006 7:15 pm
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por serges » quarta nov 26, 2008 10:55 pm

bolas com tanto crédito pré aprovado não te calhou nenhum!

espero que consigas atingir os objectivos por ti propostos!

abraços e força!

continua a relatar por favor!
40595 a bordo de uma Vectrix.
Procuro pontos de carga para veículos eléctricos, contacte-me! 915001177
Mapa dos pontos de carga

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » quarta dez 10, 2008 10:31 pm

a adjudicação foi feita e paga a primeira prestação. há pequenos pormenores em relação ao caminho de cabos e murete de contagem a serem esclarecidos com a certiel.
o objectivo será concluir, e se possível ligar a instalação, até ao fim do mês de janeiro. a partir do dia 1 de janeiro estarei a perder por cada kwh não produzido, por isso há que não perder tempo.

pois é serges mas a esses eu pergunto-lhes quanto precisam á taxa de juro a que eles roubam. perdão... a que eles emprestam.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências

Avatar do Utilizador

serges
Administrador
Administrador
Mensagens: 15068
Registado: quinta mar 09, 2006 7:15 pm
Localização: Amadora
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por serges » quinta dez 11, 2008 11:09 am


ainda este mês recebi mais um uma taeg perto de 26%...


quanto a produção convém pressionares já que era tempo de começares a gerar dinheiro!!!
40595 a bordo de uma Vectrix.
Procuro pontos de carga para veículos eléctricos, contacte-me! 915001177
Mapa dos pontos de carga


MariaP
Membro
Membro
Mensagens: 6
Registado: segunda out 13, 2008 2:24 pm
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por MariaP » sábado dez 13, 2008 10:31 pm

olá a todos!
já tenho o meu aqs e fv instalado
agora que já paguei a 2ª tranche (ficaram apenas 10% para depois da inspecção) estou ansiosamente à espera de facturar
apesar da descida crescente da tx da juro, optei por ir por capitais próprios, visto que achei que o $$ no banco, além de agora não ser totalmente seguro, também não dá grande lucro.
já tomei os meus primeiros banhos solares o que me deixa muito feliz . gostava no entanto de ter conseguido que me fizessem a ligação às máquinas de lavar roupa e louça, mas helás, disseram que tal não era possível, pois não tinha 2 entradas de água.

cpts

maria

ajosemor, estamos no mesmo barco com um desfasamento de tempo que penso ser bastante pequeno, se tudo nos correr bem, de agora em diante!

Avatar do Utilizador

Autor do tópico
ajosemor
Membro Silver
Membro Silver
Mensagens: 438
Registado: sexta nov 09, 2007 10:29 pm
Localização: Palmela
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por ajosemor » domingo dez 14, 2008 12:17 am

os meus calorosos parabéns mariap. o meu campo está mais atrasado pois o fornecimento dos painéis é mais demorado e, julgo, as alterações na instalação eléctrica mais complexa. farei tudo para iniciar a produção em fins de janeiro mas, veremos...
às vezes o ter partes já instaladas também tem inconvenientes. o meu painel solar de aqs foi montado em local de onde agora pode vir a ter que ser deslocado o que dará mais algum trabalho.

quanto à ligação das máquinas à rede de água quente a situação é, pelo menos no meu caso, a seguinte:
- lavar loiça - ligação directa á canalização de água quente há 2-3 anos sem problemas:
- lavar roupa - bitérmica
e já agora, este ano tem sido o pior desde a montagem, quanto ao funcionamento do apoio eléctrico. os muitos dias seguidos sem sol durante este mês têm obrigado a ligá-lo com o consequente maior consumo de energia eléctrica.

fico desejoso de poder começar a trocar informações sobre a produção dos fotovoltaicos.

saudações
Tendes a LIBERDADE de vossas acções nunca a de suas consequências


MariaP
Membro
Membro
Mensagens: 6
Registado: segunda out 13, 2008 2:24 pm
Estado: Desligado

Re: O meu diário de microprodutor em fotovoltaico

Mensagem por MariaP » domingo dez 14, 2008 10:30 pm

ajosemor, gostava realmente de ter a máquina da louça ligada ao aqs, mas o técnico não mostrou qualquer interesse ou conhecimento sobre o assunto, dizendo apenas que não era possível

já agora uma pequena rectificação, para que não fiquem mal entendidos: não eu não vivo na amareleja, pelo que os meus "banhos solares", nesta época do ano, são um pouco exagero, fruto da minha pequena euforia de me estar a começar a aproveitar do astro rei.
boa semana

maria

Responder

Voltar para “Projectos”