Central de valorização do biogás




Responder

Autor do tópico
luimio
Mensagens: 2150
Registado: terça jan 24, 2006 6:59 pm
Estado: Desligado

Central de valorização do biogás

Mensagem por luimio » quinta mar 01, 2007 6:03 pm

central de valorização do biogás a funcionar até ao final do ano

resioeste


Imagem
a resioeste, empresa responsável pela gestão do aterro sanitário do oeste (aso), no cadaval, está a procurar soluções para resolver o problema dos maus cheiros.

ainda este ano, a empresa multimunicipal pretende vir a construir uma central de valorização energética do biogás, que deixaria assim de ser libertado para a atmosfera e de produzir o dióxido de carbono.

a revelação foi feita à rcl pelo administrador-delegado, damas antunes, sem querer revelar pormenores. “já temos todas as licenças da direcção geral de energia para avançar com a ligação à rede eléctrica nacional”, revelando que está em negociação outra alternativa, que não implicaria o lançamento de concurso público.

se o ministério do ambiente atribuir licença para ter mais capacidade de injecção de energia e reconhecer o interesse público do projecto, a obra poderá assim avançar mais rapidamente. para o responsável, “só há um impedimento neste momento que é a dificuldade de transporte na rede levantada pela direcção geral de energia da maior”, caso venha a ser atribuídos dois megawatts (mw) de potência, enquanto a solução convencional prevê apenas um.

de uma coisa damas antunes tem a certeza: “terá de ser seguramente em 2007 porque não podemos arrastar mais este processo”

a resioeste deverá ter um parceiro na exploração da energia, o que aumentaria a dimensão do projecto.

quanto às receitas, essas estão garantidas e serão uma lufada de ar fresco para a empresa, já que se prevêem lucros anuais na ordem dos 700 mil euros.

entretanto, está já a funcionar um equipamento de tratamento de odores, através da vaporização de ar com um agente neutralizante e, em breve, deverá ser instalado um terceiro queimador de odores.

recorde-se que a associação ambientalista quercus escolheu em janeiro o aso para apresentar no cadaval uma proposta que permitiria reduzir anualmente cerca de um milhão de toneladas de dióxido de carbono e acabar de uma vez por todas com os maus cheiros nos aterros de resíduos sólidos urbanos.

os maus cheiros vindos do aso têm levado a população a exigir o encerramento daquela estrutura que recebe os resíduos dos 14 concelhos da região.

além de ter ultrapassado a capacidade máxima de deposição dos resíduos, o aso liberta odores que têm provocam problemas de saúde às pessoas que residem junto ao perímetro do aso, como alergias nos olhos, dores de garganta e nariz entupido.

a agricultura de subsistência sofre também, já que os terrenos deixaram de produzir desde que o aterro ali foi instalado.



flávia calçada
in:
http://www.oesteonline.pt/noticias/noti ... ?nid=15141


Responder

Voltar para “Biomassa - (biocombustiveis liquidos. biomassa sólida e biogás)”